Por que seus projetos de software atrasam?

4 de agosto de 2022
Adriano Martins Antonio

Atualmente, percebemos a presença do Scrum em uma grande variedade de contextos, porém ele nasceu na área de gerenciamento de projetos de TI.

Claro, os projetos de TI sempre existiram, mas nem sempre existiu o gerenciamento de projetos, ainda mais da forma que conhecemos hoje.

Com a existência de várias pessoas trabalhando, começou a surgir o problema e o debate sobre como gerenciar grandes projetos. 

Desse modo, apareceu a necessidade de criar o papel de gerente de projetos.

Mas será que o método tradicional (waterfall) de gerente de projetos é o modelo mais adequado para os dias de hoje, ainda mais na área de TI?

Falso sucesso e a aposta no Scrum

Não é raro vermos indicadores e gráficos mostrando a porcentagem de projetos, no caso da área de TI, que fracassaram nas empresas, mesmo com escritórios de projetos montados (PMO), mesmo com as metodologias, as melhores práticas enraizadas na cultura da empresa.

Esse fracasso que estamos falando envolve termos financeiros, prazos e qualidade. 

No entanto, do ponto de vista do gerente de projetos, não é bem assim, porém do ponto de vista do cliente, tais dados podem ser bem reais. Coloque-se no papel do cliente.

Dessa maneira, o desenvolvimento ágil veio como algo mais agregador. E o Scrum é um deles. Esse framework é estruturado, abrangente e normalmente mais flexível. Ele permite trabalhar com outras ferramentas ágeis, como Crystal, XP, DSDM, FDD.

No fim, todos vão buscar atender a qualidade através do conhecido triângulo de ferro, composto por Prazo, Custo e Escopo. 

Quando usar Scrum?

Enfim, se as questões sobre estimativas, excesso de documentação, distância, falta de planejamento e problemas de comunicação incomodam sua área ou projeto, então vale a pena pensar em uma possível implementação do Scrum.

As metodologias ágeis são responsáveis pela melhoria de vários aspectos, não só na entrega do produto, mas também na mudança cultural, na motivação da equipe, na comunicação e no foco do que é importante.

Ao adotar o Scrum como metodologia de gerenciamento de projetos, você tem que estar ciente de que para o Scrum o importante é o resultado e o produto funcionando – e não necessariamente a documentação. O que importa é a interação, bem mais que os processos e as ferramentas.

Por isso, entende-se que o Scrum sempre dará mais valor para a colaboração com o cliente do que para a negociação de contratos. Então, você terá que aprender a responder às mudanças bem mais do que seguir um plano.

Contudo, nem sempre o Scrum é recomendado em todas as ocasiões, todas as empresas ou todas as pessoas. 

Se normalmente no seu ambiente não acontecem muitas mudanças, os critérios de sucesso já são conhecidos. 

Se a sua equipe está bem alocada nos projetos talvez não valha a pena mudar a cultura que já está funcionando. 

Outro fator que precisa ser levado em consideração antes de migrar para um ambiente ágil é ver se tem alguém disposto e disponível para assumir o papel de Product Owner. 

Entenda o que é Product Owner e sua diferença com Product Manager.

Diferencial do Scrum

Para obter o resultado de um projeto através da metodologia tradicional, a gente deve aguardar todo o processo formal. No entanto, esse processo pode ser muito longo e a gente corre o risco de ter um produto diferente do que estava descrito no escopo inicial. 

No Scrum, todo esse processo acontece em um curto espaço de tempo, em uma única sprint. Se quebra um projeto grande em pedaços menores e passa várias vezes pelo mesmo ciclo de desenvolvimento.

Assim, uma vantagem do Scrum é a priorização dos itens no início de cada ciclo, que tem como objetivo entregar aquilo que é importante, prioritário e de missão crítica o mais rápido possível. 

Entenda a diferença entre Scrum e Kanban.

Por que os projetos atrasam?

Um dos motivos de os projetos sofrerem atrasos é que normalmente a equipe acaba assumindo mais do que um projeto ao mesmo tempo. Assim, acabam não focando em nenhum projeto específico.

Quando trabalhamos de forma isolada, não temos motivo para concluir uma atividade antecipadamente. Nos projetos ágeis, o foco está na entrega ao cliente.

Em uma semana de projeto pode acontecer muita coisa, mas se fizermos reuniões diárias, esse risco é minimizado.

Os projetos que de alguma forma já estão atrasados, tendem a sacrificar as últimas fases, principalmente as partes de teste e documentação.

Com o Scrum, as atividades têm uma duração de apenas um dia, no máximo, então diariamente o projeto progride, dando uma boa visibilidade ao seu andamento.

Aliás, outro fator que ajuda a atrasar os projetos é o que se pode chamar de “a altura da voz de quem grita”.

Quantas vezes se viu clientes, gestores de negócios ou até líderes de projetos, pressionados pelos clientes, terem uma voz mais ativa do que os outros e acabarem ganhando prioridade por terem “gritado mais alto”?

Isso é um erro, porque não é só o cliente quem deve participar da priorização, mas toda a equipe, os gestores e as partes interessadas.

Existem atividades que podem ser concluídas em poucas horas. Em projetos tradicionais é dado um período até razoavelmente grande, nos fazendo procrastiná-las.

No fim, o Scrum minimiza esse problema com as reuniões e execuções diárias! A forma que se conduz as fases é que faz toda a diferença.

Por fim, leia os outros textos no blog e tire suas dúvidas nos comentários!

 

Ah! E se você quiser se qualificar, atualizar seu conhecimento e dar aquele upgrade nos seus negócios e/ou na sua carreira, experimente o plano de assinatura da PMG.

São mais de 700 horas de aulas nas trilhas de formação já desenhadas para que possa montar seu plano de estudo e se capacitar de acordo com o seu ritmo, interesse e necessidade!

E toda semana são adicionadas novas aulas, com simulados, exercícios, e-books e tudo que você precisa para garantir a sua qualificação e educação continuada!

Acesse agora a PMG e comece a estudar!

Blog

O que são ataques de criptografia?

A criptografia é um método de armazenamento e transmissão de dados de uma forma específica para que apenas os destinatários possam lê-los e processá-los.  Dessa

Leia Mais »
Blog

Como Desenvolver Software de Forma Segura

O desenvolvimento de software é um processo complexo com muitas questões diferentes, como design, codificação, teste e implantação, que precisam ser considerados e gerenciados para

Leia Mais »

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Assine Minha Newsletter

Fique por dentro das novidades e receba conteúdos exclusivos em seu e-mail.