Controle de Acesso na Segurança da Informação

13 de abril de 2022
Adriano Martins Antonio

O Controle de Acesso na Segurança da Informação das organizações nada mais é do que um conjunto de processos que gerencia quem pode acessar, o que cada usuário tem permissão para fazer e a checagem das ações realizadas pelos usuários no sistema.

Ou seja, o objetivo é garantir o acesso autorizado e impedir o acesso não autorizado a informações e outros ativos.

As empresas, principalmente as pequenas, são vítimas de violação de dados. Isso faz com que se analise a implementação de uma estratégia de controle de acesso para segurança da informação.

Entenda mais sobre isso agora!

Sobre o Controle de Acesso

Os proprietários de informações e outros ativos devem determinar a segurança da informação e os requisitos de negócios que se relacionam ao controle de acesso.

Por conta disso, deve-se definir uma política específica de controle de acesso que leve em consideração alguns requisitos que precisam de uma comunicação eficaz para todas as partes relevantes que se tenha interesse.

Muitas vezes, existem princípios abrangentes usados no contexto de Controle de Acesso.

Dos princípios mais populares temos:

  • Necessidade de conhecimento: uma entidade só tem acesso às informações que essa entidade requer para realizar suas tarefas (distintas tarefas ou papéis significam diferentes perfis de acesso),
  • Necessidade de uso: uma entidade só recebe acesso à infraestrutura de tecnologia da informação quando uma necessidade clara está presente.

De toda forma, o controle de acesso na segurança da informação é um processo composto por três etapas, como citado anteriormente, com o propósito de auxiliar na proteção contra a violação de dados.

Etapas do processo de controle de acesso:

Etapa 1 – Autenticação: processo que autoriza que determinada pessoa acesse o sistema. É ideal que apenas pessoas com devida autorização possam ter acesso aos dados da empresa, é claro.

Etapa 2 – Autorização: etapa onde é determinado o nível de acesso que o usuário terá ao sistema. Isso quer dizer que ele pode ter permissão para visualizar, editar, criar, fazer cópias e compartilhar – deve-se determinar tudo previamente.

Etapa 3 – Auditoria: esse é o processo de checagem importante que permite visualizar todos os passos de um usuário no sistema.

Logo, é possível conferir as datas de acesso, informações vistas, download de arquivos, entre outros. Isso pode ocorrer de tempos em tempos para garantir a segurança dos dados.

Em resumo, o Controle de Acesso na Segurança da Informação visa colocar limites para que cada pessoa tenha acesso ao que é necessário para realizar o seu trabalho, evitando vazamento de informações e documentos confidenciais.

Quem é responsável por liberar o acesso às informações?

É a equipe de suporte de TI da organização ou uma prestadora de serviço que implementa e administra cada etapa do processo de Controle de Acesso. 

Obviamente, é importante que todos os funcionários estejam cientes das políticas de segurança da informação da empresa e que as respeitem, assim o controle será realmente eficiente. É importante também a capacitação por meio da educação continuada dos profissionais, para que todos assimilem a importância da segurança das informações e entendam que é uma responsabilidade não apenas das áreas de TI, mas de toda a organização.

Entenda se os processos podem sufocar a inovação da organização aqui nesse texto.

Atividades no Gerenciamento de Acesso

Então, para prevenir acessos sem prévia autorização aos ativos, e garantir apenas os usuários com a devida liberação, deve-se realizar as seguintes atividades:

  • Registro e cancelamento de registro de usuário;
  • Provisionamento de acesso de usuário;
  • Gestão de direitos de acesso privilegiado;
  • Gestão de informações secretas de autenticação de usuários;
  • Revisão dos direitos de acesso de usuário;
  • Remoção ou ajuste dos direitos de acesso.

Além disso, existe o Gerenciamento de Identidade, que tem como objetivo identificar os indivíduos e sistemas que acessam as informações da organização e outros ativos, permitindo a atribuição que se adequa aos direitos de acesso.

Fornecer ou revogar o acesso às informações e outros ativos em questão geralmente é um procedimento de várias etapas:

  • Confirmar os requisitos de negócios para que se estabeleça uma identidade; 
  • Verificar a identidade de uma entidade antes de atribuir-lhe uma identidade lógica;
  • Estabelecer uma identidade;
  • Configurar e ativar a identidade (isso também inclui configuração inicial de serviços de autenticação);
  • Conceder ou revogar direitos específicos de acesso à identidade, com base em autorização ou decisões de direitos.

Ao usar identidades que terceiros fornecem ou emitem (por exemplo, credenciais de mídia social), a organização deve garantir que as identidades de terceiros forneçam o nível de confiança necessário para se conhecer e tratar de forma eficiente quaisquer riscos em questão.

Leia sobre o impacto da transformação digital nas empresas.

Importância do Controle de Acesso nas empresas

Enfim, agora que você já entendeu o que é o Controle de Acesso na Segurança da Informação, talvez ficou claro sua importância e como funciona colocá-lo em prática.

Mesmo assim, quero reforçar a importância desse ato nos negócios.

Primeiramente, o Controle de Acesso simplifica os meios de acesso, afinal ao invés de ter várias senhas (uma para cada coisa), é possível usar um sistema integrado com senha única para que o usuário acesse todos os níveis de informação aos quais ele tem autorização.

Além disso, cria-se uma hierarquia da informação na organização porque também simplifica o cotidiano dos funcionários, permitindo que eles encontrem rapidamente o que estão precisando, evitando perda de tempo.

Conclusão

Por fim, o Controle de Acesso é capaz de digitalizar e automatizar processos, facilitando muito o dia a dia e o arquivamento das informações. Ainda, automatiza processos que feitos à mão demorariam muito mais tempo.

Dúvidas sobre o assunto? Pode deixar nos comentários que terei o maior prazer em responder. E se quiser entender melhor esse e vários outros temas de Segurança da Informação e Gestão de Serviços de TI, te convido a assistir minhas aulas ao vivo e gratuitas, que acontecem de segunda a sexta-feira, sempre às 19h. Tá a fim de se capacitar? Então se inscreve aí: JORNADA GRATUITA

Te espero nas aulas!

Blog

Gerenciamento de Vulnerabilidades

Todos os anos, descobrem-se milhares de novas vulnerabilidades, o que exige correções dos sistemas operacionais e aplicativos por parte das empresas, reconfigurando as configurações de

Leia Mais »
Blog

Que tipo de hacker você quer ser?

Geralmente, eu defino hacker como aquele indivíduo que usa um computador, uma rede ou outras habilidades para superar um problema técnico.  Porém, provavelmente você também

Leia Mais »
Blog

Controles de Desenvolvimento Seguro

É importante começarmos falando sobre algo que nem sempre é óbvio: os gerentes responsáveis pelas aplicações também são responsáveis pela segurança do ambiente de projeto

Leia Mais »

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Assine Minha Newsletter

Fique por dentro das novidades e receba conteúdos exclusivos em seu e-mail.

ESPERE!!!

Aulas de Cyber Security
AO VIVO E GRÁTIS

Conteúdo preparatório para Certificação Internacional de TI