Conformidade na Segurança da Informação

19 de abril de 2022
Adriano Martins Antonio

Avaliar quais regras e regulamentos se aplicam a uma organização não é uma tarefa fácil. Muitas vezes, as empresas precisam cumprir várias estruturas e regras, muitas das quais não têm qualidades sobrepostas.

Por isso, é importante desmistificar estruturas comuns de segurança cibernética e requisitos regulatórios para ajudar as organizações a iniciar discussões sobre como alcançar a conformidade.

Entenda mais sobre esse assunto!

Regulamentos de Conformidade

Primeiramente, é bom explicar que conformidade pode ser descrita como rastreabilidade, obrigação, flexibilidade, tolerância e obediência.

Em resumo, uma organização deve observar seus próprios regulamentos internos, bem como as leis do país e os requisitos da legislação e regulamentos locais.

Às vezes, isso pode causar conflitos. Organizações multinacionais, em particular, devem aderir, por um lado, às suas próprias políticas internas, enquanto asseguram operar de maneira consistente, fazendo o mesmo em relação à legislação e aos regulamentos locais e internacionais.

Em geral, os regulamentos estão em vigor para ajudar as empresas a melhorar sua estratégia de segurança da informação, fornecendo diretrizes e práticas recomendadas com base no setor da empresa e no tipo de dados que mantêm.

Logo, a não conformidade com esses regulamentos pode resultar em multas severas ou até em uma violação de dados.

A maioria das empresas está sujeita a pelo menos um regulamento de segurança. A dificuldade vem em determinar quais se aplicam e interpretar quais políticas e controles são necessários para alcançar a conformidade.

Grande parte dessa dificuldade é porque os regulamentos não são escritos de uma forma que possa ser facilmente compreendida pela pessoa comum.

Várias vezes, a parceria com um profissional de segurança é necessária para decodificar os requisitos relevantes e elaborar um plano de implementação. Tais profissionais têm experiência na implementação de sistemas, políticas e procedimentos para atender aos requisitos de vários regulamentos e aumentar a segurança de uma organização.

Medidas de conformidade

Fica claro que produzir uma política interna dentro de uma organização é a maneira de entrar em conformidade.

O primeiro passo para uma organização é produzir uma política declarando que deve cumprir a legislação nacional e local, bem como os regulamentos.

Além disso, deve-se desenvolver procedimentos, diretrizes e ferramentas que esclareçam e ajudem os funcionários a aplicar esses regulamentos na prática.

Deve-se também conduzir análises de riscos para garantir a identificação dos riscos relevantes, a definição dos níveis corretos de segurança, além da determinação das medidas apropriadas para esses níveis de segurança.

A conformidade se relaciona com a área de segurança, mas é um campo especializado do conhecimento. Logo, para alcançar a conformidade, é importante trabalhar em estreita colaboração com especialistas legais.

E quando se encontra uma não conformidade? Aí deve-se descobrir a causa. Posteriormente, a empresa toma ações para que não aconteça novamente. E logo, procura-se realizar as medidas corretivas. A recomendação é arquivar e manter os resultados desse tipo de análise.

Quais regulamentos de conformidade se relacionam a uma organização?

Então, independentemente de uma empresa optar por contratar um consultor de confiança, o primeiro passo do processo é avaliar quais leis e atos se aplicam a ela. Uma vez concluídos, eles precisam organizar sua segurança da informação para lidar com os limites estabelecidos por esses atos.

Esse processo requer um plano definido que descreva uma maneira consistente e eficaz de alertar e lidar com ameaças.

Discutir legislação específica no que se refere a empresas individuais pode ser vago. Uma avaliação de segurança cibernética é uma ferramenta valiosa para alcançar esses objetivos, pois avalia a segurança e a privacidade de uma organização em relação a um conjunto de padrões e práticas recomendadas.

Entenda sobre o controle de acesso na Segurança da Informação e na relação desta com os fornecedores.

Requisitos legais, estatutários, regulamentares e contratuais

Os requisitos legais, estatutários, regulamentares e contratuais relevantes para a segurança da informação e a abordagem da organização para atender a esses requisitos devem ser identificados, documentados e mantidos atualizados.

Normalmente, deve-se levar em consideração tais requisitos quando:

  • Desenvolver políticas e procedimentos de segurança da informação;
  • Projetar, implementar ou alterar controles de segurança da informação;
  • Classificar informações e outros ativos associados como parte do processo de definição de informações e requisitos de segurança para necessidades internas ou para acordos com fornecedores;
  • Realizar avaliações de risco de segurança da informação e determinar atividades de tratamento de risco de segurança da informação;
  • Determinação de processos juntamente com funções e responsabilidades relacionadas às informações de segurança;
  • Determinar os requisitos contratuais dos fornecedores relevantes para a organização e o escopo de fornecimento de produtos e serviços.

Seja como for, o melhor método para abordar a situação de conformidade na segurança da informação na organização é descrever primeiro todos os regulamentos que a afetarão e, em seguida, determinar quais controles de segurança precisam ser implementados para atender a todos os requisitos de maneira eficaz.

Em muitas vezes, há requisitos sobrepostos incorporados em diferentes regulamentações, portanto, dividindo-o em duas fases, as empresas podem reduzir a quantidade de tempo e dinheiro que gastariam reduzindo o esforço duplicado de implementação de sistemas concorrentes.

Dúvidas sobre o assunto? Pode deixar nos comentários que terei o maior prazer em responder. E se quiser entender melhor esse e vários outros temas de Segurança da Informação e Gestão de Serviços de TI, te convido a assistir minhas aulas ao vivo e gratuitas, que acontecem de segunda a sexta-feira, sempre às 19h. Tá a fim de se capacitar? Então se inscreve aí: JORNADA GRATUITA

Te espero nas aulas!

Blog

Gerenciamento de Vulnerabilidades

Todos os anos, descobrem-se milhares de novas vulnerabilidades, o que exige correções dos sistemas operacionais e aplicativos por parte das empresas, reconfigurando as configurações de

Leia Mais »
Blog

Que tipo de hacker você quer ser?

Geralmente, eu defino hacker como aquele indivíduo que usa um computador, uma rede ou outras habilidades para superar um problema técnico.  Porém, provavelmente você também

Leia Mais »
Blog

Controles de Desenvolvimento Seguro

É importante começarmos falando sobre algo que nem sempre é óbvio: os gerentes responsáveis pelas aplicações também são responsáveis pela segurança do ambiente de projeto

Leia Mais »

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Assine Minha Newsletter

Fique por dentro das novidades e receba conteúdos exclusivos em seu e-mail.

ESPERE!!!

Aulas de Cyber Security
AO VIVO E GRÁTIS

Conteúdo preparatório para Certificação Internacional de TI